Gramática à Distância de um Clique

Julho 7, 2008

1.3. Subclasses

Filed under: V. Classes de Palavras — Sísifo @ 14:05 pm

          As suclasses do nome são as seguintes:
                    . próprios;
                    . comuns:
                              . concretos;
                              . abstractos;
                              . colectivos.

          O nome próprio designa um ser, um fenómeno, um processo… de modo individualizado, num determinado contexto, escrevendo-se sempre com letra maiúscula inicial: João, Tejo, Alpes, Madeira…

          O nome comum designa um ser, um objecto, um facto, um conceito, um fenómeno… pertencente a uma determinada espécie, não individualizado (computador, mesa, cadeira, rato, carro, livro…). Escreve-se com letra minúscula (salvo em início de frase e, por vezes, em início de verso).

          Dos nomes comuns fazem parte as seguintes subclasses:

  • Nomes colectivos: são nomes que, no singular, designam um conjunto de seres ou objectos pertencentes à mesma classe, espécie, ao mesmo grupo:
    • alcateia → conjunto de lobos;
    • banda → conjunto de músicos;
    • cáfila → conjunto de camelos;
    • constelação → conjunto de estrelas;
    • exército → conjunto de militares;
    • magote → conjunto de pessoas;
    • olival → conjunto de oliveiras;
    • quarilha → conjunto de ladrões;
    • récua → conjunto de bestas de carga;
    • vinha → conjunto de videiras.

          É de salientar que alguns nomes colectivos indicam quantidades específicas:

par, casal → dois seres ou duas coisas;

dezena → dez (seres ou coisas);

vintena → vinte (seres ou coisas);

século → período de cem anos;

légua → cinco quilómetros;

etc.

  • Nomes concretos: são nomes que designam seres, objectos e realidades pertencentes ao mundo físico (banana, caderno, fio, ovelha…).
  • Nomes abstractos: são nomes que representam qualidades, sentimentos, estados, acções, conceitos, isto é, realidades/entidades imateriais, não directamente observáveis (amor, carinho, ódio, mentira, ciúme, infelicidade, perigo…).

          É de salientar, porém, que a classificação de um nome como concreto ou abstracto depende do contexto em que ocorre:

                    a) O amor é um sentimento doce. 

                b) O meu amor pela Sofia é impossível.

          É facilmente perceptível que, na frase a), o nome amor é claramente abstracto, enquanto na b) assume um carácter mais concreto.

6 comentários »

  1. Então, e as novas subclasses?

    Comentar por Sísifo — Outubro 18, 2008 @ 19:27 pm

  2. Isto deviater mais coisas

    Comentar por alex — Janeiro 30, 2010 @ 13:22 pm

  3. Qual é a subclasse do nome que no singular designa um conjunto?
    responda preciso disso depressa

    Comentar por Soraia Pereira Santos — Janeiro 6, 2013 @ 15:28 pm

  4. os meus filhos ainda nao sabem

    Comentar por debora — Março 17, 2016 @ 17:33 pm


RSS feed for comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

site na WordPress.com.

%d bloggers like this: